No RITMO DO TIC TAC

time-is-money_23-2147508517

Estava analisando ontem e percebi que essa nova geração não trabalha mais por prazer e sim, em função do relógio. Uma boa ideia é facilmente deixada de lado ao som da primeira badalada do cuco. Não existe mais o amor pelo cliente ou campanha, o mais importante é desligar o computador e bater em retirada no segundo exato. Saudade do tempo em que os profissionais queriam fazer o melhor. Se a peça não fosse digna de prêmio, ninguém ficava satisfeito, até mesmo o cliente. Já tive um cliente que reclamou porque ganhou uma prata como premiação. Continuo me perguntando o porquê da falta de interesse em fazer o melhor, em se dedicar ao trabalho, aos clientes e à sua carreira.

Bom, só sei que o tempo é cruel com quem não constrói uma boa imagem, e em momento de crise é sempre bom lembrar que tempo é dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *